Cole Burston/Getty Images/AFP
Cole Burston/Getty Images/AFP

Suspeito de ataque no Canadá era estudante retraído, dizem ex-colegas de turma

Alek Minassian também participou de um projeto para alunos com necessidades especiais durante o ensino médio

O Estado de S.Paulo

24 Abril 2018 | 04h55

TORONTO, CANADÁ – O jovem Alek Minassian, de 25 anos, era um estudante retraído no ensino médio, visto frequentemente de cabeça baixa, e fazia parte de um projeto para alunos com necessidades especiais, afirmam ex-colegas de classe. O rapaz foi detido nesta segunda-feira, 23, pelo atropelamento em massa que matou dez pessoas e deixou outras quinze feridas no centro de Toronto, no Canadá.

Segundo Shereen Chami, o ex-colega de turma não era violento. Ela afirma que Minassian fazia parte de um programa do colégio de Thornlea destinado a alunos com necessidades especiais. “Ele não era uma pessoa social, mas pelo que me lembro, ele era completamente inofensivo”, disse.

Outros dois estudantes que participavam do mesmo projeto confirmaram a presença de Minassian nas turmas. No Canadá, o termo “necessidades especiais” é amplo e engloba desde dificuldades de aprendizado a problemas de comportamento, além de deficiências físicas.

Apesar da página pessoal de Minassian ter sido desativada pelo Facebook, o arquivo cache (uma espécie de arquivo virtual temporário) aponta que o jovem informou nas redes sociais que se formou em Thornelea em 2011 e que tinha experiência com desenvolvimento de softwares.

 

 

Um blog supostamente criado por Minassian durante a faculdade detalhava o processo de criação de um software de tecnologia aberta. A última atualização foi postada em março de 2014. 

+ Ataque terrorista no sul da França termina com dois reféns, um policial e atirador mortos

Na Google Play, loja de aplicativos da Google para smartphones Android, um aplicativo de estacionamento é listado como desenvolvido por alguém chamado Alek Minassian. //REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.