Suspeito de atentados em Madri é detido no Marrocos

As forças de segurança do Marrocos detiveram nesta sexta-feira, 9, Saad Houssaini, de 38 anos, membro do Grupo Islâmico Combatente Marroquino (GICM), supostamenteenvolvido nos atentados terroristas em Casablanca e Madri,informaram fontes oficiais.As fontes disseram que Houssaini, também conhecido como "Mustafá" e "Nabil", é um dos chefes da comissão militar do GICM, grupo terrorista marroquino ligado aos atentados terroristas de 16 de maio de 2003, em Casablanca, nos quais morreram 45 pessoas, e de 11 de março de 2004, em Madri, que causaram 191 mortes.As fontes não revelaram a data exata nem o local da detenção de Houssaini, procurado pela Polícia desde 2002.Cinco dias depois dos atentados de Casablanca, cometidos por terroristas suicidas, os serviços de segurança marroquinos divulgaram uma lista de nove pessoas procuradas por suposto envolvimento nos ataques, na qual estava Houssaini.Fontes dos serviços de segurança marroquinos afirmaram que o detido pode ter sido um dos mentores tanto dos atentados de Casablanca como dos de Madri.O Grupo Islâmico Combatente Marroquino foi formado porfundamentalistas marroquinos que participaram da guerra doAfeganistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.