Suspeito de matanças na França visitou o Afeganistão

O Exército dos Estados Unidos enviou o francês Mohamed Merah, de 24 anos, do Afeganistão para a França, após ele ter sido preso em 2011 por um posto de controle de policiais afegãos no país da Ásia Central. Merah, que está sitiado pela polícia francesa nesta quarta-feira em seu apartamento em Toulouse, é suspeito de ter matado sete pessoas nos últimos dias - três crianças judias, um rabino e três paraquedistas franceses, numa série de ataques em Montauban e Toulouse.

AE, Agência Estado

21 Março 2012 | 14h13

O promotor François Molins disse que a polícia afegã deteve o suspeito na segunda viagem que ele fez ao Afeganistão e o entregou às tropas norte-americanas, que o colocaram no "primeiro avião rumo à França". Aparentemente, Merah, francês de origem argelina, fez duas viagens ao Afeganistão. Molins disse que a segunda viagem começou em meados de agosto do ano passado e durou dois meses. Molins disse que Merah foi treinado pelos militantes da rede terrorista Al-Qaeda no Afeganistão, informou a agência France Presse (AFP). Mais cedo, uma fonte policial francesa disse que Merah foi preso sob acusações não especificadas na cidade afegã de Kandahar.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.