AFP
AFP

Suspeitos de planejar atentados na Bélgica no ano-novo pertenciam a clube de motoqueiros

Segundo jornal, Mohammed Karay, de 27 anos, e Saïd Souati, de 30 anos, eram membros do clube bruxelense Kamikaze Riders

O Estado de S. Paulo

30 de dezembro de 2015 | 12h02

BRUXELAS - Os dois detidos acusados de planejar um atentado durante as celebrações de ano-novo em vários pontos emblemáticos de Bruxelas pertenciam a um clube de motoqueiros e são do distrito de Anderlecht, informou nesta quarta-feira, 30, a imprensa belga.

Mohammed Karay, de 27 anos, e Saïd Souati, de 30 anos, eram membros do clube bruxelense Kamikaze Riders, segundo o jornal La Dernière Heure.

O primeiro foi preso acusado de participar de atividades terroristas, e o segundo, fundador do motoclube, é suspeito de dirigir a organização.

O mesmo jornal afirmou que Karay trabalhava como técnico de automóveis, enquanto Souati foi citado no processo contra o grupo islamista Sharia4Belgium, e é considerado um "extremista radical e predicador salafista" que já foi condenado por roubo à mão armada.

O canal de televisão RTBF destacou que ambos tinham residência no distrito de Anderlecht, e que um deles era um velho conhecido das forças de segurança por atos de vandalismo.

A procuradoria federal belga informou na terça-feira que havia conseguido frustrar um atentado na capital com uma operação que teve seis detidos. Quatro deles foram liberados após prestar depoimento. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.