Suspensa a busca a montanhistas norte-americanos

As equipes de resgate abandonaram nesta quarta-feira a esperança de encontrar com vida os dois montanhistas desaparecidos no monte Hood, no Oregon, Estados Unidos. A pedido das famílias, a frustrante busca de nove dias foi suspensa."Até este momento fizemos tudo o que pudemos", disse o oficial Joe Wampler, contendo as lágrimas após voltar de um último e infrutífero vôo de reconhecimento sobre o pico de 3.425 metros de altura, envolto em péssimas condições atmosféricas. Conforme o clima permitir, as autoridades buscarão os cadáveres de Brian Hall e Jerry "Nikko" Cooke, afirmou.A notícia de que três montanhistas haviam desaparecido na neve do monte Hood surgiu no dia 11 de dezembro. Um deles, Kelly James, de 48 anos, arquiteto de paisagens em Dallas, foi encontrado morto na segunda-feira fenda na neve. Os voluntários continuaram percorrendo a montanha em busca dos outros dois montanhistas, Hall, um personal trainer de 37 anos de idade, também de Dallas, e Cooke, de 36 anos, advogado que residia na cidade de Nova York.Equipamentos de alpinismo encontrados no pico indicariam que ambos poderiam ter perdido a vida ao cair de um perigoso despenhadeiro. Wampler disse que as famílias dos homens decidiram suspender a busca ao perceber que outra tempestade de neve castigava o monte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.