Suspensa greve na Província de Napo, no Equador

O ministro de Governo do Equador, AlfredoCastillo, informou que foi suspensa a greve na província amazônica de Napo, após um acordo com as autoridades locais. Na região fica boa parte da indústria petrolífera do país. Moradores locais fizeram violentos protestos, que deixaram 15 feridos, para exigir do governo a construção de uma estrada e um aeroporto. Castillo indicou que, após o acordo, como primeira medida será suspensa a greve em Napo e retomadas as conversações entre o governo e as autoridades locais. Também será criada uma comissão para acompanhar o cumprimento dos acordos. O ministro disse também que o estado de emergência, decretado pelo presidente, Alfredo Palacio, na noite de segunda-feira, pode sersuspensa nas próximas horas. Essa medida "já nãotem razão de ser", afirmou Castillo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.