Suspensa união de noiva com assassino da irmã

A Justiça da Argentina suspendeu o casamento entre Edith Casas e Victor Cingolani, acusado de matar a irmã gêmea de sua noiva. A liminar foi concedida a pedido da mãe de Edith, que pediu uma perícia psicológica na jovem. Cingolani diz ser inocente.

O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2012 | 02h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.