Suu Kyi planeja sair de Mianmar pela 1ª vez em 24 anos

A líder da oposição de Mianmar, Aung San Suu Kyi, planeja viajar para a Grã-Bretanha e Noruega em junho, em sua primeira viagem ao exterior em 24 anos, informou nesta quarta-feira o porta-voz de seu partido.

AE, Agência Estado

18 de abril de 2012 | 12h01

O ícone da democracia em Mianmar, de 66 anos, não deixa o país há mais de duas décadas por receio de que o governo anterior não permitisse seu retorno.

A junta que comandou Mianmar por quase meio século transferiu o poder no ano passado a um novo governo que tem feito uma série de reformas elogiadas, incluindo a retomada do diálogo com Suu Kyi e a permissão para que ela concorresse ao Parlamento, onde conquistou um assento.

Nyan Win, porta voz da Liga Nacional para a Democracia, disse que a viagem demonstrará que Suu Kyi pode se locomover livremente. "É uma indicação muito positiva", disse.

Suu Kyi não sai de Mianmar desde 1988, quando voltou de uma viagem à Grã-Bretanha para visitar sua mãe doente e acabou liderando a luta da oposição pela democracia no país. Desde então, a filha de Aung Sang, herói nacional da independência, passou 15 anos em prisão domiciliar. Na maior parte deste período, ela ficou separada do marido e filhos, que ainda vivem no exterior. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Mianmaropositoraviagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.