Syriza pode obter 25% dos votos em nova eleição grega

A Coalizão de Esquerda Radical (Syriza), partido que terminou em segundo lugar nas eleições parlamentares realizadas no último domingo na Grécia, deve ver seu apoio crescer ainda mais no caso de um novo pleito. A conclusão é de pesquisas de opinião realizadas pela legenda Nova Democracia e pelo Partido Socialista (Pasok), que ficaram em primeiro e terceiro lugar nas eleições, respectivamente.

AE, Agência Estado

09 Maio 2012 | 16h29

Fontes dos dois partidos disseram hoje que o Syriza pode conseguir cerca de 25% dos votos numa segunda eleição, 7,2 pontos porcentuais acima do nível de 16,8% obtido pela legenda nas eleições de domingo. As fontes do Nova Democracia e do Pasok se recusaram a fornecer as projeções para a votação dos dois partidos. Nas eleições deste fim de semana, os conservadores ficaram em primeiro lugar, com 18,9% dos votos, enquanto os socialistas terminaram em terceiro, com 13,2%.

Hoje, o líder do Syriza, Alexis Tsipras, desistiu de tentar formar um governo de coalizão. Agora a tarefa passa para o líder do Pasok, Evangelos Venizelos, que a partir de amanhã terá três dias para forjar uma aliança. Caso o líder socialista também não consiga um acordo com os outros partidos, o presidente grego pode convocar todas as legendas com representação no Parlamento para tentar forjar uma coalizão. Se isso não for possível, o país deve convocar novas eleições dentro de aproximadamente um mês.

Mais conteúdo sobre:
GréciaSyrizaeleição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.