Tabloide relaciona Obama com macaco

Cartum do ''New York Post'' revolta líderes de direitos civis dos negros

REUTERS E AP, O Estadao de S.Paulo

19 de fevereiro de 2009 | 00h00

Uma charge publicada ontem pelo jornal The New York Post causou a revolta de líderes de direitos civis e políticos - para quem ela reproduziu estereótipos racistas de negros e macacos. Segundo os críticos, o cartum refere-se claramente ao presidente americano, Barack Obama.A charge mostra um chimpanzé morto e dois policiais, um deles armado. A legenda diz: "Eles terão de encontrar alguém para escrever o próximo pacote de estímulo."O desenho refere-se ao chimpanzé Travis, que foi morto pela polícia de Connecticut na segunda-feira após morder uma amiga de sua proprietária. Obama, o primeiro presidente negro dos EUA, assinou na terça-feira o plano de estímulo econômico de seu governo, no valor de US$ 787 bilhões.O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, não quis comentar sobre a charge. "Não vi o cartum", disse a jornalistas. "Mas não creio ser de grande importância ler o New York Post."Col Allan, editor-chefe do tabloide - do magnata Rupert Murdoch -, disse em um comunicado que o cartum era apenas "uma clara paródia" da morte violenta do macaco e dos fatos sobre os esforços para salvar a economia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.