Tailandeses são condenados à morte por matar britânica

Os pescadores tailandeses Bualoy Kothisit e Wichai Sonkhaoyai, de 23 e 24 anos, respectivamente, foram condenados nesta quarta-feira à pena de morte por um tribunal de Justiça, após serem declarados culpados pelo estupro e assassinato de uma turista britânica neste mês na ilha de Ko Samui.Os dois foram julgados no tribunal da província de Surat Thani, cerca de 500 quilômetros ao sul de Bangcoc, em um tempo recorde em matéria judicial na Tailândia. Os pescadores confessaram, antes do julgamento, terem estuprado e assassinado em primeiro de janeiro, Katherine Horton, de 21 anos.As sentenças ocorreram após as declarações do primeiro-ministro tailandês, Thaksin Shinawatra, pedindo a pena máxima para os acusados, afirmando que o crime danificou a imagem turística do país.Kothisit e Sonkhaoyai foram detidos em 9 de janeiro após a polícia interrogar cerca de 20 suspeitos. Os testes de DNA efetuados nos dois pescadores deram resultado positivo. Os acusados têm um prazo de 30 dias para apelar da sentença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.