Tailândia adia sessão para escolher novo premiê

Parlamentares estavam convocados para decidir o futuro político do país na próxima semana

Efe,

05 de dezembro de 2008 | 04h25

O governo interino da Tailândia adiou a sessão parlamentar para escolher o novo primeiro-ministro do país, prevista para o começo da próxima semana. Com isso, a tensão política na Tailândia será prolongada, após a suspensão dos protestos contra o governo de Somchai Wongsawat, que deixou o poder por ser considerado culpado de fraude eleitoral. "O porta-voz da Câmara Baixa estudará o momento mais apropriado para realizar a assembléia na qual será escolhido o novo primeiro-ministro", indicou o porta-voz do Executivo, Nattawut Saikuar. Em princípio, os parlamentares estavam convocados para decidir o futuro político do país na segunda e terça-feira da próxima semana. O Tribunal Constitucional também ordenou na terça-feira passada a dissolução do Partido do Poder Popular (PPP) e de outras duas legendas da coalizão governamental. Após a decisão, os líderes da Aliança do Povo para a Democracia puseram fim a oito meses de protestos, que culminaram com a ocupação da sede do Governo durante mais de 90 dias e o fechamento dos dois aeroportos de Bangcoc por mais de uma semana.

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.