Tailândia: avião de ministro foi sabotado

A polícia tailandesa têm fortes suspeitas de que o primeiro-ministro Thaksin Shinawatra era o alvo do atentado à bomba que destruiu o avião da companhia THAI, ontem, no aeroporto de Bangcoc. A explosão, seguida de um incêndio, destruiu completamente o Boeing 737 da THAI, meia hora antes do embarque de Thaksin e seu filho na aeronave, que deveria seguir para Chiang Mai, no norte da Tailândia. A explosão provocou a morte de um comissário de bordo e deixou feridos sete membros da equipe da THAI.Segundo os primeiros elementos da investigação, a explosão ocorreu sob os assentos da classe executiva, na parte dianteira do avião, onde deveria viajar o primeiro-ministro e seu filho. "Um relatório da brigada criminal estabelece claramente que o incidente foi um ato de sabotagem causado por artefato explosivo", disse um conselheiro de Thaksin ao jornal The Nation. ?Eu gostaria de dizer que isso não foi um acidente?, afirmou o chefe de segurança do ministro, Prasarn Wongwai, durante uma entrevista. ?Observando os destroços do avião, o alvo do suposto atentado era o ministro?, disse ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.