Tailândia cerca aeroporto ocupado por manifestantes

A polícia tailandesa construiu um enorme cordão de isolamento no principal aeroporto do país que é ocupado por oposicionistas do governo desde a última terça-feira (dia 25). Cerca de dois mil policiais foram destacados para o aeroporto internacional de Suvarnabhumi, na tentativa de conter o protesto do grupo Aliança do Povo para Democracia. Com o protesto, pousos e decolagens foram paralisados. Os manifestantes, que também ocupam o aeroporto doméstico de Bangcoc, pedem a renúncia dos membros do governo. O confronto, que interrompeu o tráfego aéreo, teve forte reflexo sobre a economia tailandesa. Matérias publicadas em jornais locais apontam que mais de 100 mil turistas estão impedidos de sair do país, o que afetou o cronograma de milhares de companhias aéreas em todo o mundo. O porta-voz da polícia tailandesa anunciou que serão feitos três alertas para que os manifestantes desocupem os aeroportos sem que haja violência. Representantes do Suvarnabhumi anunciaram que o aeroporto internacional deve permanecer fechado até a próxima segunda-feira (dia 1º).

FABÍOLA GOMES, Agencia Estado

29 de novembro de 2008 | 10h47

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândiapolíciamanifestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.