Tailândia condena mulher a prisão por comentários antimonarquicos

'Comentários ofensivos à monarquia' foram postados em site de notícias, em 2008

O Estado de S. Paulo,

02 de outubro de 2013 | 19h29

BANGKOK - Uma corte condenou uma mulher a cinco anos de prisão na Tailândia por comentários que ela fez na internet insultando a monarquia do país. Foi a segunda condenação do tipo nessa semana, baseada na lei de lesa-majestade.

Um juiz determinou que Noppawan Tangudomsuk postou, em 2008, mensagens no site de notícias Prachatai que foram consideradas ofensivas à monarquia, uma violação da Lei de Crimes com Computadores do país, polêmica lei aprovada após um golpe de Estado de 2006.

"As investigações determinam o endereço IP do computador e mostraram que as mensagens foram originadas no computador da ré", afirmou o juiz ao ler o veredicto.

A Tailândia tem algumas das mais duras leis de lesa-majestade do mundo, com punições de até 15 anos de prisão para algumas infrações. /REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândiacondenaçãomonarquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.