Tailândia enfrenta protestos na véspera das eleições

Manifestantes de oposição tentaram impedir a distribuição das urnas em diversas partes da Tailândia neste sábado, véspera das eleições gerais no país. Na capital, Bangcoc, dezenas de opositores do governo da primeira-ministra Yingluck Shinawatra cercaram um centro de distribuição das urnas. A polícia precisou separar os manifestantes de um grupo de cerca de 200 partidários da premiê, que estavam armados com paus e barras metálicas.

Agência Estado

01 de fevereiro de 2014 | 12h57

O opositor Partido Democrático já anunciou seu boicote à votação. Os manifestantes contestam a realização das eleições antecipadas no domingo. Cerca de 130 mil policial irão assegurar 93 mil locais de votação em todo país. Em discurso televisionado, o chefe Departamento de Investigação Especial, Tarit Pengdith, garantiu que a votação deste domingo será ordenada e segura.

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândiaeleiçõesprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.