Sukree Sukplang/Reuters
Sukree Sukplang/Reuters

Tailândia já conta 130 vítimas por inundações

Autoridades calculam que o nível máximo da crescente do rio Chao Phraya deve acontecer na próxima quinta-feira

Efe,

21 Setembro 2011 | 04h40

BANGCOC - As autoridades da Tailândia elevaram nesta quarta-feira, 21, a 130 o número de mortos e a quase dois milhões o de pessoas afetadas pelas inundações que há dois meses atingem extensas áreas do norte do país.

O Departamento para a Prevenção de Desastres informou que 130 pessoas morreram e duas estão desaparecidas pelo desastre natural que afeta 1.916.986 pessoas em 24 províncias.

O organismo também emitiu um alerta em cinco províncias pelo risco de deslizamentos de terra que possam atingir a população que vive em encostas ou perto do curso de rios.

Também foram alertados os habitantes de Bangcoc que moram próximos da margem do rio Chao Phraya diante do risco de altas inesperadas do nível de água que flui do norte do país em direção ao golfo de Siyam.

As autoridades calculam que o nível máximo da crescente do rio Chao Phraya deve acontecer na quinta-feira.

Os meteorologistas não preveem marés altas especiais nesses dias, pelo que será mais fácil a passagem da água pela capital, na qual vivem 14,5 milhões de pessoas.

Nas províncias centrais do país foi antecipada a colheita do arroz para evitar a sua perda.

A primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra, aprovou uma ajuda de 5 mil bat (US$ 164) para os proprietários de casas que estejam há pelo menos sete dias alagadas.

Mais conteúdo sobre:
tailândia bangcoc inundação desastre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.