Tailândia lembra aniversário de dois anos do tsunami

Milhares de pessoas, entre elas sobreviventes e familiares de vítimas do tsunami, assistiram nesta terça-feira aos atos de comemoração realizados em localidades do sudoeste da Tailândia, por causa do segundo aniversário da catástrofe.Com hotéis repletos de turistas e praias lotadas de banhistas, aconteceram ao longo das seis províncias litorâneas atingidas dezenas de cerimônias religiosas e laicas em memória das 5.395 pessoas que morreram e das 2.817 dadas como desaparecidas.No pequeno povoado de pescadores de Ban Nan Kem (água salgada), que foi praticamente varrido pela gigantesca onda de 26 de dezembro de 2004, sobreviventes e autoridades da província de Phang Nga seguiram os ritos budistas efetuados pelos monges.A poucos quilômetros, na praia de Kao Lak, onde dois mil estrangeiros morreram, turistas e nativos prestaram homenagem às vítimas à beira do mar e no cemitério da região.Outras centenas de pessoas assistiram ao ato organizado junto a uma patrulha naval arrastada um quilômetro terra adentro pela onda.No cemitério de Mai Khao, em Phuket, um pequeno muro que serviu para colocar as fotos dos desaparecidos contém como única lembrança as inscrições dos nomes e cores de bandeiras dos países que perderam cidadãos na catástrofe."Passaram dois anos, e ainda seguimos sem ver o famoso memorial às vítimas que as autoridades prometeram", apontou Suravuth Srisalokarn, membro do consistório de Phuket.Homenagens similares foram realizadas também nas províncias de Satun, Ranong, Trang, e nas mais conhecidas de Phuket e Krabi, assim como nas ilhas Phi Phi, que dois anos depois da tragédia estão de novo repletas de bangalôs, bares, restaurantes, comércios e serviços de internet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.