Tailândia mantém presa tripulação do avião norte-coreano

Os cinco tripulantes - quatro do Cazaquistão e um de Belarus - serão acusados de tráfico de armas de guerra

Efe,

25 de dezembro de 2009 | 06h33

Um tribunal tailandês estendeu por mais 12 dias a detenção dos cinco tripulantes do avião retido no país há duas semanas com 35 toneladas de armamento procedentes da Coreia do Norte.

 

A ordem foi dada pelo Tribunal Penal de Bangcoc, capital tailandesa, um dia antes do fim do primeiro prazo de detenção, solicitado pela polícia para investigar o caso.

 

Um porta-voz da polícia disse que não está descartada a ideia de pedir outra ampliação do período de detenção para os cinco membros da tripulação - quatro do Cazaquistão e um de Belarus.

 

Os tripulantes serão acusados de tráfico de armas de guerra. O material foi declarado como equipamento para perfuração de poços de petróleo.

 

O arsenal inclui plataformas de lançamento de mísseis, foguetes e outros itens não revelados pelas autoridades da Tailândia. O alerta sobre a periculosidade da carga veio dos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do Nortearmas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.