Tailândia mobiliza soldados para reforçar segurança

A Tailândia vai mobilizar 2.730 soldados para reforçar a segurança em Bangcoc em meio a protestos de oposicionistas que ameaçam derrubar o governo da primeira-ministra Yingluck Shinawatra, anunciou hoje o porta-voz da polícia nacional do país, Piya Utayo, em pronunciamento de televisão.

Agência Estado

30 de novembro de 2013 | 13h37

Mais cedo, as tensões aumentaram na capital tailandesa após manifestantes tentarem invadir a sede do governo e atacarem um ônibus que transportava simpatizantes da administração atual.

Ao anoitecer em Bangcoc, foram ouvidos tiros no local de combates entre seguidores do governo e oposicionistas, mas não há informações de quem teria feito os disparos ou se alguém ficou ferido.

Manifestantes declararam que este domingo será o "dia da vitória" e conclamaram seguidores a intensificar a campanha iniciada há uma semana contra o governo. Fontes: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândiaprotestossegurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.