Tailândia nega que CIA tenha prisões secretas no país

A negação tailandesa responde à informação publicada neste domingo pelo jornal "The New York Times" e que dizia que o terrorista Abu Zabaydah, homem forte de Osama bin Laden, foi interrogado e torturado em uma "casa segura" da Tailândia, na primavera de 2002."Negamos qualquer rumor e informação que indique que na Tailândia se permitiram prisões secretas", afirmou o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores tailandês, Kitti Wasrimond.Em novembro do ano passado, o primeiro-ministro do país, Thaksin Shinawatra, desmentiu a informação publicada então pelo jornal "The Washington Post", que citava a Tailândia como um dos países nos quais a CIA tinha prisões secretas.Em agosto de 2003, a polícia tailandesa em colaboração com a CIA deteve na localidade de Ayuthaya, cerca de 130 quilômetros ao norte de Bangcoc, o chefe de operações do grupo terrorista Jemaah Islamiya, considerado o elo da Al Qaeda no sudeste asiático.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.