Tailândia quer submeter estudantes a tesde anti-drogas

O governo tailandês planeja submeter todos os estudantes a testes de urina para analisar o consumo de drogas como parte da campanha de reforço da ordem social, disseram hoje as autoridades. Escolas e faculdades deverão obter junto aos pais dos estudantes a autorização para os testes, informou o porta-voz do Ministério da Educação, Worawut Pummakarnchana. ele disse que os jovens que abusam das drogas serão tratados e seus dados mantidos em segredo. Atualmente, o principal problema da Tailândia é o tráfico e o consumo de metanfetamina, um estimulante barato, abundante e ilegal. Segundo as autoridades tailandesas a droga vem de Myanmar. O projeto de realizar os testes foi divulgado ontem pelo ministro do Interior, Purachai Piemsomboon, que adotou uma série de medidas para controlar o problema das drogas, incluindo um policiamento linha-dura da vida noturna no país. Purachai disse que os detalhes dos testes serão definidos até o fim deste mês. No ano passado, Purachai recebeu forte apoio público ao reforçar leis sobre fechamento de bares e o controle da presença de menores em casas noturnas. Um jornal tailandês informou, atribuindo os dados a Purachai, que cerca de 700 milhões de tabletes de metanfetamina entram no país anualmente. A população tailandesa é de 62 milhões de pessoas.

Agencia Estado,

10 Janeiro 2002 | 08h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.