Tailândia suspeita de morte de bois por gripe avícola

O governo da Tailândia ordenou que as autoridades sanitárias do país façam uma investigação em regime de urgência sobre 196 bois e búfalos que morreram misteriosamente no início de fevereiro na província de Kalasin, nordeste do país. Suspeita-se que esses animais tenham sido contaminados pelo vírus da gripe avícola. A doença matou sete pessoas na Tailândia até o momento, e mais 15 no Vietnã. "Até agora, apenas sabemos que os animais pertenciam a moradores do vilarejo e eram criados soltos", disse Yukol Limlamthong, diretor geral do Departamento de Pecuária. A gripe devastou o setor avícola na Tailândia, onde mais de 30 milhões de aves já foram destruídas na tentativa de controlar a epidemia. O vírus também foi encontrado em aves silvestres, em um leopardo de um zoológico local e em gatos domésticos. No Camboja, aves silvestres do zoológico de Phom Penh também morreram contaminadas pela gripe. No Japão, pesquisadores descobriram que o vírus que contaminou aves no sul do país recentemente é o H5N1, a estirpe mais letal do organismo. Síria amplia embargo contra aves da ÁsiaA Síria ampliou para 18 países asiáticos o embargo sobre as importações de carne de aves para impedir que a epidemia de gripe avícola chegue ao país. Segundo o Ministério da Agricultura sírio, o embargo envolve todos os tipos de aves e subprodutos da Indonésia, Malásia, Filipinas, Brunei, Camboja, Tailândia, Burma, Nepal, Butão, Bangladesh, Índia, Paquistão, Sri Lanka, Laos e Ilhas Maldivas. A Organização Mundial de Saúde (OMS) tem pedido a todos os países que se mantenham em estado de vigilância quanto à doença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.