Tailândia tem 1ª morte confirmada por gripe avícola

Um menino de seis anos morreu ontem, tornando-se a primeira vítima fatal confirmada da influenza aviária na Tailândia. As autoridades ainda invstigam se a doença também provocou a morte de um senhor de 56 anos na sexta-feira. O número de vítimas humanas no Vietnã subiu para seis, seguindo a confirmação de que um menino de 13 anos faleceu na cidade Ho Chi Minh, no sul do país. Na Tailândia, o ministro da Saúde, Sudarat Keyuraphan, confirmou hoje que um novo caso da doença foi detectado em humanos, elevando o total de pessoas infectadas no país para três. Até o momento, a doença já foi registrada em 8 países: Tailândia, Vietnã, Camboja, Coréia do Sul, Japão, Taiwan e agora Indonésia e Paquistão.Doenca derruba ações de companhias de frangoAs ações de companhias asiáticas com negócios relacionados a frango registraram expressivas baixas nesta segunda-feira, especialmente na Tailândia. As ações da maior exportadora de frangos da Tailândia, a Charoen Pokphand Foods PLC, despencaram 4,8%, ajudando a projetar perdas de 22,88 pontos (3,8%), para 725,56 pontos, ao índice SET, da Bolsa de Bangcoc. Foi a maior queda em percentual do índice em um único pregão desde junho de 2002 e a sexta consecutiva, em consequência de preocupações com a contaminação dos frangos do país pela influenza aviária. Japão e União Européia suspenderam na semana passada as importações de frango da Tailândia. Em nota, a segunda maior exportadora de frangos da Tailândia, a GFPT, disse que seu lucro deve ser afetado durante até três meses pela influenza aviária. Na bolsa da Indonésia, onde ontem as autoridades anunciaram a presença do vírus entre frangos no país, as ações da Charoen Pokphand Indonesia caíram 4,6% e as da Japfa Comfeed Indonesia perderam 5,6%. Os papéis da Sierad Produce despencaram 22%. Entretanto, o índice JSX composto, da bolsa de Jacarta, fechou em alta, sustentado por compras no fim do dia de ações de bancos e de companhias de telecomunicações. O índice concluiu o pregão em 786,87 pontos, 0,99 ponto (0,13%) acima do pregão de sexta-feira.Na Malásia, embora o Ministério da Agricultura tenha decretado embargo as importações de frango da Tailândia, investidores mantiveram os papéis de companhias do setor na ponta de venda. As ações da Ayamas Food Corp recuaram 2,4% e da KFC Holdings caíram 3,9%. O índice compostos de Kuala Lumpur fechou no azul, em 827,87 pontos, alta de 3,21 pontos (0,39%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.