Taiwan abre inquérito sobre queda de avião que matou 48

Eexpectativa é que as condições climáticas sejam levadas em consideração na investigação

Faith Hung, REUTERS

24 de julho de 2014 | 09h38

Autoridades de Taiwan lançaram uma investigação nesta quinta-feira sobre a queda do avião turboélice da TransAsia Airways, que matou 48 pessoas, e a expectativa é que as condições climáticas sejam levadas em consideração no inquérito.

O avião, um ATR 72 com 70 assentos, caiu na quarta-feira à noite perto da pista do aeroporto quando tentava aterrissar na pequena ilha de Penghu, a oeste da ilha de Taiwan, depois que um tufão tinha passado por essa área mais cedo nesse mesmo dia.

O avião levava 54 passageiros e 4 tripulantes a bordo. Dois dos mortos eram franceses, segundo o Ministério de Relações Exteriores da França, e 10 pessoas ficaram feridas e foram levadas ao hospital.

As autoridades da aviação civil de Taiwan disseram que o clima estava adequado para voar.

"Havia nove voos na mesma rota entre 14 horas e 19 horas de ontem (horário local). Somente o voo da TransAsia caiu", disse Jean Shen, diretora da Administração Aeronáutica Civil.

"Os relatórios sobre as condições climáticas mostravam que era totalmente adequado para a aterrissagem", disse ela, acrescentando que as autoridades não estão deescartando nenhuma possibilidade.

"Neste momento nós não podemos dizer com certeza o que deu errado. O comitê de segurança de voo abriu uma investigação."

As duas caixas pretas foram encontradas e os responsáveis pelo exame iriam iniciar o trabalho mais tarde nesta quinta-feira, disse ela.

(Reportagem adicional de Michael Gold em Taipé e Pichi Chuang em Penghu)

Tudo o que sabemos sobre:
TAIWANAVIAOINVESTIGA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.