Taiwan inicia amanhã recontagem dos votos

As autoridades taiuanesas começarão amanhã a recontar os votos emitidos nas eleições presidencias de março. Com isso, o arquipélago tenta solucionar um impasse com relação aos resultados eleitorais, que desencadearam diversas semanas de protestos por parte de boa parte da população. O presidente Chen Shui-bian foi declarado vencedor do pleito realizado em 20 de março por uma vantagem de 0,2 ponto porcentual, ou apenas 30.000 dos 13 milhões de votos depositados. A oposição alega ter havido fraude eleitoral. Lien Chan, o candidato opositor, também denunciou que um estranho atentado contra Chen e sua vice apenas um dia antes da eleições serviu para dar impulso à candidatura de seu rival. Lien exigiu a recontagem dos votos e a realização de novas eleições. Dezenas de milhares de seus simpatizantes protestaram nas ruas e alguns entraram em choque com a polícia. Em meio à turbulência, Chen aceitou a recontagem, apesar de a oposição não ter apresentado ao público as denúncias de fraude que diz ter em suas mãos. A recontagem deverá ser concluída em dez dias, o que praticamente coincidirá com a data da posse do novo mandatário, prevista para 20 de maio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.