Taiwan quer retomar negociações com a China

O presidente de Taiwan, Chen Shui-bian, pediu hoje para que a China "reabra as portas para as negociações". Nesta semana, a relação entre os dois países ficou estremecida , após o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, afirmar que ajudaria Taiwan caso a China decida invadir a ilha. Shui-bian disse que, desde que foi eleito há um ano, seu principal objetivo é preservar a paz e a estabilidade com o governo chinês."Para garantir um avanço nas relações, os dois lados precisam reabrir as portas das negociações", disse Chen. Outro importante oficial de Taiwan, Lin Chong-pin, disse que o governo está "preparado para conversar". "Nós estamos apenas esperando a China remover os obstáculos", disse.A China procura uma unificação com Taiwan o mais rápido possível, mas a maioria da população da ilha só aceita a idéia de reunificação se a China se tornar um país mais democrático e desenvolvido. Os chineses insistem que, antes de as negociações serem retomadas, o presidente Chen Shui-bian precisa reconhecer que Taiwan é uma parte inseparável da China. O líder taiwanês, por outro lado, rejeita a idéia pois teme passar a falsa impressão de que Taiwan é parte da China comunista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.