Taiwan recebe 58 aviões militares Mirage

O presidente de Taiwan, Chen Shui-bian, comandou hoje uma cerimônia para inaugurar 58 aviões Mirage franceses equipados com mísseis de médio alcance Mica e de curto alcance Magic 2, que podem localizar e atingir aviões chineses. Dirigindo-se aos pilotos que formavam uma fila em frente aos aviões, o presidente disse que, ao adquirir os aviões, o país terá mais poder de impedir uma possível invasão chinesa.Chen disse que, ao longo dos últimos anos, Pequim tentou expandir suas atividades aéreas e navais para o interior do estreito de Taiwan, mas que a Força Aérea do país conseguiu proteger a ilha sem provocar o inimigo. ?Nós não temos a intenção de expandir nossas atividades militares agressivamente ou de criar uma corrida armamentista, e eu encorajo seriamente os comunistas chineses a abandonarem a ameaça militar contra nosso país e a tentarem substituir o conflito pelo diálogo?, disse Chen. ?Mas, no atual estágio, temos que continuar nos preparando para defender nossa segurança nacional?. Os pilotos de Taiwan começaram a ser treinados para os Mirage em 1992, quando o país assinou o acordo de compra dos caças Mirage por US$ 6 bilhões. Pequim protestou veementemente contra o acordo na época e, atualmente, a França decidiu cancelar as vendas de armamentos para Taiwan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.