Ann Wang/REUTERS
Ann Wang/REUTERS

Taiwan registra o primeiro caso de contaminação local por covid-19 após oito meses

Caso ocorreu após uma mulher ter contato próximo com um piloto da Nova Zelândia, que foi confirmado como infectado no domingo por ter voado para os Estados Unidos; presidente do país pediu que os cidadãos mantenham a calma

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de dezembro de 2020 | 11h09

TAIPEI - O presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, pediu às pessoas na quarta-feira, 23, que mantenham a calma depois que a ilha confirmou seu primeiro caso de covid-19 transmitido localmente desde 12 de abril, quando o governo anunciou testes negativos até agora para contatos entre pessoas.

Taiwan manteve a pandemia bem sob controle graças aos métodos de prevenção eficazes e precoces e ao uso generalizado de máscaras, com todos os novos casos por mais de 250 dias ocorrendo apenas entre os viajantes que chegaram à ilha.

Mas o governo foi sacudido pelo anúncio de terça-feira da infecção doméstica, uma mulher que é amiga de um piloto da Nova Zelândia que foi confirmado como tendo sido infectado no início desta semana.

Tsai pediu às pessoas que mantenham a calma, sigam as orientações oficiais de saúde e não espalhem notícias falsas.

“Este caso tem uma fonte confirmada de infecção”, disse ela a repórteres. “Por favor, não entre em pânico excessivo”.

O ministro da Saúde, Chen Shih-chung, falando em outra entrevista coletiva, disse que 170 contatos da mulher foram testados, com resultados negativos, enquanto três outros aguardam os resultados dos testes.

A mulher teve contato próximo com o piloto da Nova Zelândia, que trabalha para a taiwanesa EVA Airways Corp e foi ele próprio confirmado como infectado no domingo por ter voado para os Estados Unidos.

O governo criticou o cidadão neozelandês por não relatar corretamente todos os seus contatos e lista de lugares onde esteve, e por não usar máscara quando deveria.

O caso gerou raiva pública em Taiwan, com uma estação de televisão se referindo ao piloto como um “inimigo público”.

O governo de Taoyuan, onde fica o principal aeroporto internacional de Taiwan, disse na terça-feira que multaria o homem em T$ 300.000 (o que equivale a US$ 10.653) por não seguir as regras de prevenção de epidemias.

Taiwan relatou um total de 777 casos - a maioria importados - e sete mortes. Cerca de 130 pessoas permanecem no hospital para tratamento.

O governo até agora não decidiu cancelar as celebrações da véspera de ano-novo, que incluem fogos de artifício em Taipei, mas diz que vai monitorar a situação. /Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
Taiwan [Ásia]coronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.