Taiwan retira 6 mil por causa da chegada do tufão Parma

Os deslocamentos se concentraram no sul e noroeste da ilha, afetada pelo Morakot em agosto

Efe,

05 de outubro de 2009 | 01h55

As autoridades de Taiwan retiraram mais de seis mil pessoas e suspenderam as aulas e as atividades trabalhistas em várias regiões da ilha perante a chegada do tufão Parma, que permanece estacionado nos mares do sul.

 

Fortes chuvas em toda a ilha, especialmente no noroeste, ameaçam com inundações e deslizamentos de terra, informa o Centro de Prevenção de Desastres.

 

As evacuações, algumas delas forçadas, se concentraram no sul e noroeste da ilha, nas regiões onde o tufão Morakot causou mais de 700 mortes em agosto. No sul, mais de três mil moradores abandonaram seus lares no distrito de Pintung e dois mil no de Kaohsiung.

 

O tufão Parma perdeu força, mas ainda traz ventos de até 126 km/h e está situado a 250 quilômetros ao sudoeste do extremo sul de Taiwan.

Tudo o que sabemos sobre:
ParmaMorakotTaiwan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.