Taiwan testa mísseis e tensão com China aumenta

Taiwan realizou teste de mísseis que são capazes de atingir Xangai ou Hong Kong, segundo informações de uma reportagem publicada nesta terça-feira, 6, pelo United Daily News. Medida aumenta tensão entre o governo chinês e atual presidente taiwanês, Chen Shui-bian, que quer independência. Segundo a reportagem, que citou fontes ligadas ao governo que não se identificaram, Chen fez os testes no mês passado. Os mísseis chegam a mil quilômetros, o suficiente para atingir os centros comerciais chineses em Xangai ou Hong Kong.O governo de Taiwan não comentaram a reportagem, publicada dois dias depois de a China anunciar que irá aumentar seus gastos militares em 17,8% em 2007.Além disso, Chen fez comentários provocativos sobre a independência de Taiwan no domingo, 4.As declarações de Chen não agradaram Pequim, que insiste em dizer que Taiwan e China são inseparáveis. A ilha tem resistido às leis dos chineses desde que os comunistas venceram a guerra e tomaram conta do país em 1949. Taiwan deve se manter unida à China ou agüentar um ataque. Chen Kuo-ming, um editor da revista taiwanesa Defense International, disse que foi informado que os testes aconteceram em Pingtung County, no dia 2 de fevereiro de 2007."Fontes do governo vazaram a informação, confirmando que Taiwan tem capacidade de iniciar uma guerra com a China pela independência", disse Kuo-ming.No entanto, segundo o partido de oposição taiwanês, a tecnologia de Taiwan ainda é prematura e depende de assistência americana. Para opositores, os Estados Unidos não irão conceder ajuda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.