Talebã ataca bases dos EUA no Afeganistão

Segundo Isaf, ataques foram repelidos e 24 insurgentes foram mortos; Talebã diz que soldados morreram.

BBC Brasil, BBC

28 de agosto de 2010 | 21h06

Militantes do Talebã atacaram neste sábado duas bases americanas na província de Khost, no leste do Afeganistão.

Segundo a Força de Assistência de Segurança Internacional (Isaf, na sigla em ingles), liderada pela Otan, os ataques foram contidos pelas forças da coalizão internacional, que mataram ao menos 24 militantes e prenderam outros cinco.

Segundo a Isaf, os ataques não deixaram vítimas entre os militares da coalizão e vários dispositivos para ataques suicidas foram apreendidos. Os responsáveis pelos ataques estariam usando uniformes militares americanos.

Segundo informações divulgadas no Afeganistão, cerca de 50 militantes, incluindo homens-bomba, teriam participado do ataque.

Guerrilha

Os ataques nas duas bases próximas tiveram início por volta das 4h (20h30 de sexta-feira em Brasília).

Segundo a Otan, as tropas pediram a ajuda de helicópteros para ajudar a repelir os ataques. Entre os insurgentes mortos estariam quatro vestidos com coletes-bomba, segundo a Isaf.

Ataques elaborados em bases operacionais estrangeiras no Afeganistão não são incomuns.

Segundo o correspondente da BBC em Cabul Quentin Sommerville, os insurgentes estão promovendo ataques de guerrilha cada vez mais sofisticados.

No início da semana, a Isaf havia anunciado que suas forças haviam capturado um alto comandante da rede local do Talebã em Khost, mas ainda não está claro se os ataques estão ligados à prisão.

A base Camp Chapman, uma das atacadas neste sábado, havia sido alvo de um grande ataque em dezembro, quando um agente duplo se explodiu dentro do local matando sete funcionários da CIA, a agência de inteligência americana.

O ataque de dezembro foi o mais mortífero contra funcionários da inteligência americana desde o ataque a bomba contra a embaixada americana em Beirute, no Líbano, em 1983.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.