Taleban anuncia nova ofensiva de ataques no Afeganistão

O grupo extremista Taleban anunciou hoje o início de uma ofensiva militar contra as forças de coalizão lideradas pelos Estados Unidos no Afeganistão, um dia após a divulgação de um novo relatório do Pentágono, segundo o qual o ânimo dos militantes teria diminuído após várias perdas em combate.

AE, Agência Estado

30 de abril de 2011 | 12h21

No documento de duas páginas, o Taleban disse que a partir de amanhã serão iniciados ataques às bases militares, comboios e autoridades afegãs, incluindo membros do conselho de paz do governo, que realizam um trabalho de reconciliação com líderes dos insurgentes. "A guerra em nosso país não terminará a menos e até que as forças de invasão estrangeiras saiam do Afeganistão", diz o documento divulgado pelo líder do conselho do Emirado Islâmico do Afeganistão, como o Taleban se nomeia.

Graduados oficiais da coalizão comandada pelos EUA disseram ontem que o Taleban, ajudado pela rede Haqqani, ligada a Al-Qaeda, tem planos de conduzir uma série breve de ataques de amplo alcance, tais como suicidas, numa demonstração de poder. Em Bruxelas (Bélgica), um oficial da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) disse que as forças internacionais já aumentaram a segurança em função da ameaça.

O relato do Pentágono afirma que o ímpeto dos insurgentes "diminuiu amplamente" e que o moral do grupo começa a ruir. Segundo o Pentágono, centenas de líderes dos insurgentes foram mortos ou capturados e desde o final de julho do ano passado, 700 ex-membros do Taleban foram oficialmente reintegrados à sociedade afegã. Outros 2 mil insurgentes, diz o Pentágono, estão em variados estágios do processo de reintegração.

Mas nas semanas recentes houve uma série de intensivos ataques, sugerindo que o grupo insurgente ainda está bem organizado e que possui aliados dentro dos escritórios e bases do governo. Desde meados de abril, os insurgentes lançaram vários ataques mortais ao principal aeroporto militar de Cabul, ao Ministério da Defesa afegão e a bases da polícia na cidade de Kandahar. No começo desta semana, homens do Taleban entraram por um túnel no presídio de Kandahar e libertaram mais de 480 presos, a maioria insurgentes. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
TalebanataquesAfeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.