Taleban ataca base dos EUA no Afeganistão

Insurgentes raramente atacam diretamente quartéis da coalizão internacional no sul do país

Associated Press e Agência Estado,

07 de agosto de 2007 | 14h23

Um grupo de cerca de 75 militantes taleban tentou capturar nesta terça-feira, 7, uma base da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos no sul do Afeganistão, num raro ataque frontal que deixou pelo menos 20 milicianos mortos, informou a coalizão num comunicado.   Os insurgentes atacaram a base avançada de Anaconda, na província de Uruzgan, por três lados, usando fuzis, granadas e foguetes de 107 mm, segundo a coalizão.   Soldados americanos e afegãos resistiram ao ataque com morteiros e metralhadoras, e chamaram suporte aéreo.   "Quase duas dezenas de insurgentes foram mortos no ataque", diz o comunicado. Duas garotas e dois soldados afegãos também ficaram feridos no confronto, acrescentou.   Uma base avançada como a de Anaconda normalmente é protegida por poucas dezenas de militares.   Um ataque frontal de insurgentes a pé contra uma base dos EUA ou da Otan é relativamente raro. Normalmente, os insurgentes disparam foguetes ou morteiros contra as bases e fogem.   Sabendo que não têm poder de fogo para enfrentar os militares ocidentais num confronto direto, os combatentes taleban têm recorrido a atentados a bomba em beira de estrada e ataques suicidas.   Na província sulista de Kandahar, militantes taleban atacaram nesta manhã um posto policial, provocando um confronto que durou três horas e deixou seis policiais e 15 milicianos mortos, disse o chefe da polícia provincial, Syed Afgha Saqib.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoTalebanataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.