Taleban aumentou número de desabrigados no Afeganistão

Representantes do regime Taleban inflaram o número de pessoas vivendo em campos de desabrigados no Afeganistão, de acordo com novas contagens feitas por organizações internacionais de assistência. A população do campo de Maslakh, próximo à cidade de Herat, no oeste do país, é de 118 mil pessoas, disse Niurka Pineiro, porta-voz de uma ONG de imigração, na sexta-feira. Até agora, entidades de assistência estavam trabalhando com a idéia de uma população de 324 mil pessoas, número dado pelo Taleban. Como resultado da nova supervisão, os voluntários vão prover ajuda diretamente na casa dos afegãos e restringir a distribuição de suprimentos dentro do campo, disse Pineiro. Vários campos no Afeganistão foram fechados ou reduzidos conforme os voluntários tentam convencer a população afegã de que receberão ajuda em casa, sem precisar se dirigir aos campos para isso.Para fazer a contagem, as organizações de ajuda lacraram o campo de Maslakh e recadastraram todos os afegãos ali residentes. A operação contou com a ajuda da ONU. No norte do Afeganistão, perto de Mazar-e-Sharif, nove de 19 campos de desabrigados foram fechados na semana passada. Cerca de 90 mil pessoas deixaram os campos na quinta-feira em direção a suas casas. As organizações de ajuda pretendem fechar todos os campos, porque acreditam que a maioria dos que se dizem desabrigados na verdade teria se instalado ali apenas para receber a ajuda. Funcionários das entidades de assistência estimam que dos 270 mil afegãos em campos de desabrigados, 90 mil não têm realmente lugar para ficar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.