Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Taleban australiano será julgado nos EUA em 20 março

O suposto "taleban" australiano, David Hicks, que está há cinco anos preso na base americana de Guantánamo, será julgado no dia 20 de março por uma comissão militar americana, à qual se apresentará pela primeira vez, informou nesta quinta-feira, 8, o primeiro-ministro da Austrália, John Howard.Hicks foi acusado formalmente no dia 1 de março de "fornecer apoio material ao terrorismo". Ele se declarará inocente de todas as acusações, disse seu advogado, Joshua Dratel.O chefe dos Tribunais Militares americanos, Morris Davis, tinha proposto também as acusações de tentativa de assassinato em violação das leis de guerra, mas a comissão não aceitou seus argumentos.Se for julgado culpado, Hicks pode ser condenado à prisão perpétua.A comissão militar tinha a obrigação de abrir o processo dentro de 30 dias após a apresentação de acusações formais, e o juiz militar terá que abrir a audiência do caso dentro de um período de 120 dias, a partir do 20 de março.Howard disse que o processo foi acelerado pelas suas conversas por telefone com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.Hicks, de 31 anos, muçulmano e pai de dois filhos, foi detido por tropas da Otan no Afeganistão em 2001 e levado a Guantánamo (Cuba) em janeiro do ano seguinte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.