Taleban divulga vídeo com soldados decapitados

O Taleban divulgou, nesta quarta-feira, um vídeo no qual mostra as cabeças que, segundo o grupo, são de 17 soldados paquistaneses capturados numa ação na fronteira com o Afeganistão realizada nesta semana.

AE, Agência Estado

27 de junho de 2012 | 14h52

O sangrento ataque mostra que o Taleban paquistanês ainda representa uma ameaça, apesar das ofensivas realizadas pelo Exército. Cada vez mais, os militantes têm usado redutos no leste afegão para atacar áreas de fronteira no noroeste do Paquistão.

O Paquistão tem criticado a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e as forças afegãs por não fazerem o suficiente para interromper os ataques. O governo afegão e seus aliados há tempos criticam o Paquistão por não atacar os militantes do Taleban afegão e seus aliados, que usam o território paquistanês para lançar ataques no Afeganistão.

O Taleban paquistanês diz no vídeo que matou 18 soldados, mas cabeças são mostradas num lençol branco ensanguentado colocado no chão. Vários militantes, cujos rostos estavam cobertos, estão ao redor das cabeças, segurando armas que, afirmam, foram tomadas dos soldados.

A Associated Press obteve o vídeo por e-mail, nesta quarta-feira, enviado pelo porta-voz do Taleban paquistanês Ahsanullah Ahsan.

No início do vídeo há uma gravação de voz do chefe do Taleban paquistanês Hakimullah Mehsud, que afirma que os militantes vão continuar a combater o Exército até que o governo paquistanês pare de apoiar os Estados Unidos e imponha a lei islâmica em todo o país. Não está claro quando a mensagem foi gravada. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
PaquistãoTalebanvídeocabeças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.