Taleban diz que 70 civis já morreram em ataques

Aviões anglo-americanos voltaram a atacar a cidade de Kandahar, ao sul do Afeganistão, na manhã desta quinta-feira. Segundo oficiais do Taleban, os ataques deixaram 18 mortos e mais de duas dezenas de pessoas feridas. Nos ataques lançados contra a cidade de Jalalabad durante a madrugada, 10 pessoas morreram, disse o Taleban. O embaixador do Taleban no Paquistão, Abdul Salam Zaeef, disse que os ataques aéreos já mataram mais de 70 civis desde domingo, quando começaram. Zaeef disse que 15 pessoas morreram ontem quando aviões norte-americanos atacaram Jalalabad, atingindo uma mesquita. Zaeef reiterou que o Taleban havia suspenso as restrições a Osama bin Laden, mas que estava proibido de utilizar o solo afegão para lançar ofensivas contra qualquer país. Os ataques estão fazendo com que a população afegã fuja para o Paquistão. Na manhã de hoje, várias pessoas estavam na cidade paquistanesa de Chaman, que fica na fronteira entre os dois países. Os afegãos contam que os ataques da coalizão anglo-americana também estão atingindo bairros de Kandahar. Segundo o refugiado Ekhtiar Mohammed, dois bairros foram atacados desde o começo dos ataques. Um destes bairros fica próximo ao aeroporto e o outro perto do vilarejo de Maiwan. Naseebulah Khan, que trabalhava em uma fábrica de Kandahar, disse que "não é verdade que os americanos têm bombardeado apenas alvos militares. Muitas das bombas estão caindo em áreas residenciais". As informações sobre o número de civis mortos e feridos não puderam ser confirmadas por fontes independentes. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.