Taleban diz que já destruiu 80% das estátuas de Buda

Soldados do Taleban já destruíram com explosivos 80% de duas gigantescas estátuas de Buda, reverenciadas como ícones históricos do Afeganistão pré-islâmico informou neste sábado uma alta autoridade da milícia. "Quem quer que esteja vindo agora, é tarde demais. Já destruímos 80% das estátuas. Só sobrou pouca coisa, que iremos destruir em breve", afirmou Abdul Hai Muttmain, um porta-voz do líder máximo do Talebã, mulá Mohammed Omar, à Associated Press numa entrevista por telefone. Seus comentários foram feitos antes da chegada, esperada para a noite deste sábado, do principal clérigo muçulmano do Egito, grão mufti Nasr Farid Wasel. Wasel estava indo ao Afeganistão pedir a preservação das estátuas de Buda, cuja destruição, como a de todas demais estátuas no país, foi ordenada por Omar duas semanas atrás. "Mas ele chegará tarde demais", disse Muttmain. Os dois preciosos Budas estão localizados na província central afegã de Bamiyan. A maior das duas estátuas, de 51 metros de altura, é considerada a mais alta de um Buda em pé do mundo. A menor tem 36 metros. Omar declarou que as estátuas incentivam a idolatria e são contrárias ao Islã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.