Taleban está confinado no sul do Afeganistão

As tropas do Taleban estavam hoje confinadas em seus últimos bastiões nas províncias do sul, tendo como principal base de apoio Kandahar, e na estratégica Kunduz, a única cidade importante ainda sob seu controle no norte do Afeganistão. Há informações de que líderes tribais pashtuns estão negociando com o Taleban sua saída da cidade, para evitar que a área seja tomada pela coalizão oposicionista Aliança do Norte. As informações no front norte são de que 30 mil soldados da milícia e combatentes islâmicos procedentes de vários países estão cercados pelas forças da aliança em Kunduz, situada na região próxima da fronteira com o Usbequistão e Tajiquistão, países aliados dos EUA e dos grupos anti-Taleban.A aviação americana continuava a bombardear as linhas de frente da milícia na região de Kandahar e de Kunduz, bem como túneis, cavernas e bunkers usados como esconderijo pelo terrorista Osama bin Laden e seus partidários na organização Al-Qaeda. O Pentágono anunciou que está apertando o cerco contra Bin Laden e vários líderes da Al-Qaeda e do Taleban podem ter morrido num bombardeio contra dois edifícios numa área perto de Cabul esta semana. O panorama político-militar em Kandahar continua nebuloso. Não foi confirmado o anúncio da aliança de que suas tropas tomaram a cidade e a agência afegã de notícias AIP, vinculada à milícia, assegurou hoje que os principais dirigentes taleban ainda estão lá, incluindo o líder espiritual taleban, o mulá Mohammed Omar. Um alto funcionário americano revelou à emissora de TV NBC que a milícia parece estar abandonando a cidade, mas não está claro se a cidade está sendo tomada por forças da aliança ou líderes tribais pashtuns (etnia que é a base de apoio do Taleban). Um grupo de chefes tribais informou que a milícia ainda controla a cidade e, para evitar um banho de sangue, eles enviaram uma delegação dirigentes comunitários idosos, cuja palavra é respeitada no país, para conversações com Omar.O objetivo seria negociar a saída da milícia e a passagem do poder para os líderes tribais. "O Taleban ainda mantém um governo estável na Província de Kandahar (cuja capital tem o mesmo nome)", garantiu o mulá Malung, depois de uma reunião de chefes de tribos da região. Eles advertiram a Aliança do Norte de que deve ficar fora de Kandahar. "Nós nunca permitiremos que eles entrem e tomem a cidade", frisou Malung. Na região de Kunduz, comandantes da Aliança do Norte anunciaram uma iminente ofensiva e disseram que combatentes taleban mataram altos funcionários da cidade que queriam render-se. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.