Taleban hospitalizado no Paquistão não é francês

Um homem ferido durante um bombardeio americano no Afeganistão e identificado como um guerreiro francês das fileiras talebans tem na verdade cidadania saudita, informou hoje o governo da França.Abdul Rehman, de 21 anos, foi internado no último sábado sob um forte esquema de segurança em um hospital de Peshawar depois de ter entrado no Paquistão na companhia de cinco árabes.Fontes dos serviços de inteligência paquistaneses identificaram Rehman como sendo de origem francesa e afirmaram que ele recebeu treinamento militar da rede terrorista Al-Qaeda, de Osama bin Laden, cinco meses atrás.Rehman, que fala árabe, inglês e francês, disse durante interrogatórios que entre 80 e 100 cidadãos franceses estão perdidos no Afeganistão. Oficiais franceses chegaram a dizer que Rehman era um francês de origem argelina que não mora atualmente na França.Depois de investigar o caso, no entanto, o Ministério do Interior francês informou hoje que Rehman é cidadão saudita.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.