Taleban incendeia dez caminhões da Otan no Paquistão

Veículos são atacados após explosão de ponte usada para abastecer tropas no Afeganistão

Agências internacionais,

04 de fevereiro de 2009 | 10h46

Militantes taleban incendiaram na terça-feira dez caminhões usados para abastecer as forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em missão no Afeganistão, segundo afirmaram autoridades nesta quarta-feira, 4. Os insurgentes ainda sequestraram 30 policiais paquistaneses no norte do país, libertados horas depois.   Os ataques contra os caminhões aconteceram nos arredores da cidade de Landi Kotal, cidade próxima da passagem de Khyber, onde uma ponte usada pelos comboios para levar suprimentos aos soldados no lado afegão foi destruída. Os veículos estavam voltando do Afeganistão. O trânsito na região de Khyber foi interrompido após o ataque, e engenheiros trabalham na tentativa de liberar a passagem a partir de quinta-feira. Cerca de 75% dos suprimentos das tropas dos EUA em missão no Afeganistão são transportados pelo Paquistão, e oficiais afirmam que garantir a segurança das rotas de abastecimento é uma das altas prioridades dos oficiais americanos.   Em outro incidente, 300 insurgentes atacaram posto das forças de segurança no vale de Swat, no norte do Paquistão, e sequestraram pelo menos 30 policiais. Segundo Muslim Khan, um porta-voz do movimento Tehrik-e-Taliban Paquistão, grupo que reúne os taleban paquistaneses, assumiu autoria do sequestro e assegurou que o ataque é uma represália pelas operações que o Exército desenvolve na região. A polícia informou que os oficiais foram libertados horas depois.   As forças de segurança paquistanesas aumentaram nos últimos dias a intensidade de sua ofensiva militar em Swat, que sofre uma severa deterioração da segurança desde 2007. O canal de televisão local Geo TV informou que o toque de recolher foi imposto em diversas áreas de Swat, onde as forças de segurança atacam refúgios dos taleban. Os insurgentes tomaram o controle de várias áreas de Swat e se movimentam com facilidade por toda a região, incluindo a capital, Mingora, segundo fontes da Inteligência ocidental e analistas.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoPaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.