Taleban liberta 30 agentes de segurança no Paquistão

Combatentes do Taleban libertaram hoje 30 policiais e paramilitares do Paquistão, com a condição de que eles desistissem de seus trabalhos. A informação foi divulgada por um graduado funcionário do setor de segurança, sob condição de anonimato, segundo a agência France Presse. "Eles deram garantias ao Taleban de que desistiriam de seus empregos e não tomariam parte em qualquer atividade contra o Taleban", disse o funcionário.Um porta-voz do Taleban confirmou que os funcionários sequestrados foram liberados sob certas condições. Ele não deu outras explicações sobre o caso. "Nós libertamos condicionalmente policiais sequestrados", explicou o porta-voz Muslim Khan, falando do vale do Swat, no noroeste paquistanês. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.