Taleban mata 30 guardas no Afeganistão

Outros 15 seguranças ficaram feridos; autoridades dizem que alguns foram sequestrados

estadão.com.br

20 de agosto de 2010 | 12h47

KANDAHAR - Ao menos 30 guardas morreram e outros 15 ficaram feridos nas quinta-feira em um ataque do Taleban em uma estrada no sul do Afeganistão, anunciou nesta sexta, 20, a polícia local, segundo informações da agência AFP.

 

"Os combates duraram o dia todo. Trinta guardas morreram, uns 15 foram feridos e outros sequestrados pelo taleban", disse Kamaludin Sherzai, chefe adjunto da polícia da província de Helmand.

 

O porta-voz dos insurgentes, Zabihulah Mujahed, reivindicou o ataque e afirmou que os rebeldes fizeram 30 guardas de refém e "mataram mais de 50 seguranças".

 

O presidente afegão, Hamid Karzai, assinou um decreto que proíbe a ação de companhias privadas de segurança no país até o fim do ano. Essas empresas geralmente são responsáveis pela segurança de comboios e de construções.

Tudo o que sabemos sobre:
TalebanAfeganistãosegurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.