Taleban nega que líder do grupo esteja morto

Uma fonte do setor de inteligência do Afeganistão afirmou que o líder do Taleban, Mulá Omar, está morto. Um porta-voz do grupo, porém, garantiu hoje que a informação não é verdadeira. "Isso é pura propaganda. Não é possível de maneira alguma", afirmou o porta-voz Zabihullah Mujahid por telefone, de um local não identificado.

AE, Agência Estado

23 de maio de 2011 | 12h01

Os comentários vêm a público após uma fonte de inteligência afegã dizer que Omar foi morto pela poderosa agência de inteligência paquistanesa, a Inter-Services Intelligence (ISI). Outra fonte da inteligência afegã disse que o líder do Taleban estava desaparecido havia 11 dias.

Um porta-voz da Diretoria Nacional de Segurança do Afeganistão, Nutfullah Mashal, disse que não era possível confirmar a morte, porém notou que o mulá havia "desaparecido de seu esconderijo" em Quetta, no Paquistão, há cinco dias. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Talebanlídermortenegativa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.