Taleban proíbe álcool, porco e música para estrangeiros

A milícia Taleban, que governa o Afeganistão, ordenou hoje aos estrangeiros no país para evitarem tomar bebidas alcoólicas, comer carne de porco e ouvir música alta. Os estrangeiros que desobedecerem essas regras serão expulsos ou encarcerados entre três dias e um mês, dependendo da gravidade da violação, afirmou um despacho da agência de notícias Bakhtar, do Taleban, citando um decisão do ministro da Informação Qudratullah Jamal."Estrangeiros devem honrar as regras de uma sociedade islâmica", afirma a decisão. "Estamos proibindo essas coisas porque elas podem destruir nossa sociedade".A notícia acrescenta que a decisão ainda não foi executada, mas "terá início no futuro próximo". Foi dito que a decisão não visa a "molestar" cidadãos estrangeiros, mas, sim, garantir o cumprimento dos valores islâmicos.A notícia de hoje da Bakhtar afirma que o Taleban também começará a exigir que estrangeiros assinem um documento aceitando obedecer as leis islâmicas antes de entrarem no país.A decisão foi anunciada poucos dias depois de o Taleban ordenar que trabalhadoras humanitárias estrangeiras evitem dirigir, alegando que isso violaria tradições afegãs.Ela também ocorre num momento de crescente tensão entre o Taleban e as Nações Unidas, que acusam a milícia islâmica de perseguir seu pessoal.O Taleban assumiu o poder no Afeganistão em 1996 prometendo implantar uma versão pura do Islã. Segundo as regras do Taleban, televisão e música são proibidas homens são obrigados a usar barba e a maioria das meninas não tem permissão de ir à escola.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.