Taleban: punição por atraso na destruição de Budas

O líder supremo do Taleban, Mohamed Omar, ordenou nesta sexta-feira o sacrifício de 100 vacas em punição pelo atraso na demolição das estátuas de Buda em Bamiyan, no centro do Afeganistão, de acordo com a rádio Radio Charia, em Cabul. O sacrifício dos animais deve ser feito para a "maior glória de Deus e como oferenda", justificou. Esculpidos há mais de 1.500 anos, os budas de Bamiyan, considerados obras-primas do budismo pré-islâmico e patrimônio cultural da Humanidade, foram destruídos esta semana, apesar dos protestos da Unesco e da comunidade internacional. A destruição dos budas foi ordenada por Omar, que considerou as imagens "anti-islâmicas" e confiou a missão de sua destruição ao Ministério para a Promoção da Virtude e Luta Contra o Vício, que funciona como uma polícia religiosa no país, e ao próprio Ministério da Cultura afegão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.