Taleban quer entregar corpo de americano para a Cruz Vermelha

O comitê internacional da Cruz Vermelha confirmou hoje (05) que os talebans afegãos entraram em contato com a organização humanitária para entregar os restos de um cidadão americano que, afirmaram, morreu de um mal-estar em um hospital de Kandahar. A declaração foi feita pelo diretor-geral da Cruz Vermelha, Paul Grossrieder, em uma entrevista à imprensa em Amã, capital da Jordânia. "É verdade que fomos procurados pelos talebans para receber o corpo", disse, sem dar maiores detalhes. Grossrieder, que está realizando uma missão ao Oriente Médio, irá também a Israel, territórios palestinos, Síria e Líbano. Os talebans anunciaram ontem que um cidadão americano, detido por espionagem há dez dias, havia morrido devido a um mal-estar num hospital de Kandahar, no sudoeste do Afeganistão. O homem, segundo uma fonte do Taleban, chamava-se John Bolton, e teria sido preso em 26 de outubro em Spinboldak, localidade afegã próxima à fronteira com o Paquistão. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.