Taleban seqüestra jornalista e o acusa de espionagem

O Taleban disse nesta terça-feira, 6, ter capturado um jornalista italiano que estaria espionando para tropas britânicas no sul do Afeganistão, junto com dois colegas locais.O jornal La Repubblica informou que desde domingo está sem contato com seu correspondente Daniele Mastrogiacomo, de 52 anos, que estava na província de Kandahar.Qari Mohammad Yousuf, porta-voz do grupo radical islâmico, disse por telefone, de local não revelado, que o jornalista confessou ser um espião depois de ser capturado na vizinha província de Helmand, na segunda-feira, 5."Ele fingia ser um jornalista, mas quando investigamos descobrimos que ele trabalhava para as tropas britânicas", disse Yousuf. "Estamos interrogando-o e os outros dois."O La Repubblica divulgou um currículo de Mastrogiacomo para mostrar que ele trabalha como jornalista há 27 anos, sendo desde 2002 especialista na cobertura do Oriente Médio e da Ásia Central.Nascido em Karachi, no Paquistão, onde seu pai trabalhava como engenheiro de uma empresa italiana, Mastrogiacomo foi nos últimos anos enviado a Bagdá, Teerã e Jerusalém, entre outros lugares. Ele tem cidadania ítalo-suíça, mas não possui passaporte britânico nem paquistanês, disse o jornal. O Taleban disse anteriormente que havia capturado um jornalista britânico.Forças afegãs e da Otan lançaram nesta terça-feira sua maior ofensiva até agora contra o Taleban e contra produtores de drogas de Helmand, uma das áreas mais perigosas do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.