Taliban desmente morte de seu líder no Paquistão

Um dia depois de um comandante taliban anunciar a morte de Baitullah Mehsud, líder do grupo no Paquistão, durante ataque de mísseis americanos na quarta-feira, outros dois dirigentes taliban desmentiram ontem a notícia. O porta-voz Maulvi Umar e o principal assessor do líder, Hakimula, garantiram que Mehsud sequer está ferido. "O objetivo desta falsa notícia é afetar a moral do Taliban", disse Umar, sem apresentar provas de que Mehsud estivesse vivo. A morte havia sido anunciada por Kafayat Ullah, também assessor do líder. Analistas creem que a nova versão é uma manobra do grupo para ganhar tempo, em meio à disputa interna para a escolha do sucessor de Mehsud.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.